Notícias

Cais do Valongo é declarado patrimônio da humanidade

10/07/2017

O Cais do Valongo, na Zona Portuária do Rio, foi declarado no domingo, dia 9 de julho, patrimônio mundial da humanidade. O local foi descoberto durante as obras para revitalização da área. De acordo com historiadores é o único vestígio material do desembarque de escravos africanos nas Américas e foi enredo da escola no Carnaval de 2014.

 O Valongo fica entre as ruas Coelho e Castro e Sacadura Cabral, uma extensão de 350 metros. Ficou pronto em 1811 e, naquela época, ficava em local de difícil acesso e despovoado. A área deve ter desembarcado até 1831, quando foi desativada, mais de um milhão de escravos e isso lhe valeu o título de Pequena África.

 O enredo da escola, Um Rio de Mar a Mar, do Valongo à Glória de São Sebastião, escrito por Rogério Rodrigues, hoje diretor Cultural da Portela, reconstituía a vida no cais no século 19 e as consequências que ele trouxe para a cidade. Em torno da Pequena África se desenvolveu um importante núcleo de preservação da cultura negra que tornou possível o nascimento do samba moderno, que desembocou na criação das próprias escolas nos anos 20 e 30.

 Nestes tempos em que se coloca em dúvida a relevância cultural das escolas de samba, esta importante conquista para a cidade tem a virtude de mostrar mais uma vez, de escrever em letras "garrafais", como se dizia antes: as escolas estão atentas, sim, para preservar a memória do Rio e manifestações culturais de toda ordem produzidas no Brasil. A Portela tem este princípio e vem cumprindo-o com empenho. 

 

Fonte: Portela Cultural

parceiros

G.R.E.S. PORTELA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS